Avocado X Bitcoin


Toda vez que uma notícia vem falando de dados e tecnologia, a gente para o que está fazendo para ler. Foi o caso dessa descoberta feita por uma analista da Bloomberg: ela viu que há uma correlação entre a cotação da bitcoin e o preço dos avocados - aqueles abacates menores que os Millenials amam na torrada! Ela juntou gráficos com a precificação de ambos “ativos” e achou que quando um sobe, o outro também. Mas, calma, como bem sabemos no mundo de análise de dados: correlação não é causa. Uma pequena parada aqui para explicar que correlação é a relação entre duas variáveis (no caso, o preço do abacatinho e o da bitcoin); já causa é quando uma dessas variáveis, de fato, tem a outra como efeito - que não é o caso. A explicação provável é que, nos Estados Unidos, o preço dos avocados oscila bastante quando o governo de Trump impõe tarifas ao México, o que também, de certa forma, afeta o mercado de bitcoin. E essa questão pode ser uma daquelas coincidências que só o cruzamento de dados, tecnologia e o Brunch podem trazer.

12 visualizações

MATERIAIS GRATUITOS

MORSE YEARBOOK

Veja o que o futuro da tecnologia mobile reserva para os próximos anos.

RECEBA NOSSO CONTEÚDO