Cara, cadê a minha mala?

indústria de viagens vê potencial no blockchain para mudar a vida dos aeroportos e hotéis. Como? Administrar a compra de passagens e hospedagens, cobrança de taxas, gerenciamento de atrasos e perda de bagagem. Assim, redes de voo e hotelaria poderiam contornar intermediários e manipular os dados de seus próprios clientes oferecendo pacotes dos melhores serviços e preços.

Mas quem?


Gigantes incluindo a Lufthansa e a rede de hotéis CitizenM já estão fazendo o dever de casa e buscando parcerias com startups e grandes compradores corporativos sobre como podem fazer reservas de equipes via blockchain, em vez de usar terceiros que custam até 25% do valor total ou cobram encargos nas irritantes taxas de serviço.


Be smart:


Se hoje é difícil aproveitar dados de posição de um voo com diferentes aeroportos e companhias aéreas, cada um com seu banco de dados, o blockchain pode ajudar ao padronizar o acompanhamento deles. Assim como fazer o rastreamento de bagagem, planos de fidelidade, identificação de passageiros e pagamentos transfronteiriços. Pense no quanto ter essas informações organizadas pode mudar a vida do setor16.

MATERIAIS GRATUITOS

MORSE YEARBOOK

Veja o que o futuro da tecnologia mobile reserva para os próximos anos.

RECEBA NOSSO CONTEÚDO