Carnaval chegou, as notícias também!


Big Techs terão que compartilhar dados com players menores na Europa (Financial Times)  Apresentada pela Comissão Europeia, a proposta abre espaço para que uma nova regulamentação seja criada nesse sentido. De acordo com o documento, a concentração de dados em poucas e grandes empresas pode reduzir o incentivo para a inovação “data-driven” no continente. O que eles propõem é que exista um “único espaço de dados Europeu”, como um mercado único de dados do continente. Na última semana, os reguladores ainda questionaram a compra da Fitbit feita pelo Google por questões ligadas a dados.


Apple pode flexibilizar aplicativos padrão do iPhone no próximo iOS (Fast Company) A Maçã estaria próxima de deixar os usuários do seu smartphone utilizarem aplicativos de terceiro no lugar dos apps padrão da empresa, como os de e-mail, browser e de música. A ação vem para enfrentar as acusações feitas por desenvolvedores de aplicativos de que a Maçã teria uma atitude anti-competitiva nos aparelhos .


Google vai restringir a coleta de dados de geolocalização por apps (The Verge) A empresa segue os passos da Apple e irá endurecer os processos para autorizar a coleta de dados de localização dos apps que estiverem na Play Store. Além disso, o usuário receberá um aviso quando o app quiser usar sempre a câmera, o microfone e a localização. Tais mudanças virão a partir de agosto, no Android 11.


Marcas estão ficando mais transparente na coleta de dados (eMarketer) Segundo a consultoria, as empresas estão aumentando o grau de informação e de benefícios que dão em troca para os clientes. Em pesquisa feita com usuários norte-americanos, apenas 18% afirmaram que não topam compartilhar dados de localização sem entender quais os benefícios que eles trazem.


Nissan lança serviço de assinatura que permite troca de carro todos os dias (Business Insider) Chamado “Nissan Switch”,  o Netflix da fabricante japonesa cobra uma assinatura entre US$ 699 e US$ 899 por mês e dá serviços como mudança de veículos, manutenção, limpeza, assistência técnica e seguro. No mercado esse tipo de oferta já tem um nome “Car as a Service”.


Cofundadores do Skype e da Lime criam fundo de US$ 100 milhões para investir no Brasil (Neofeed) Essa é exclusiva do Neofeed: Geoffrey Prentice e Caen Contee estão se juntando aos brasileiros Carlos Pires e Haroldo Korte para levantar US$ 100 milhões no Ozone Latam Ventures. A meta é começar a operar no segundo semestre.


BC lança sistema que vai permitir pagamentos instantâneos (G1)  Batizado de PIX, o meio de pagamento vai permitir transações entre pessoas, empresas e governo 24 horas por dia, em todos os dias da semana. A expectativa é que esteja disponível a toda a população a partir de novembro. Novidade pode trazer maior crescimento para fintechs.


BTG compra 20% da CredPago, a ‘proptech’ da fiança (Brazil Journal) A startup agiliza locação de imóveis vendendo fiança para inquilinos, num modelo B2B2C, a companhia oferece plataforma para imobiliárias e usa análise de big data para aprovar seguro-fiança para inquilinos.


Coinbase ganha autorização da Visa para criar um cartão de débito de bitcoins (Forbes) Com isso, a empresa se torna a primeira fintech que utiliza criptomoedas a ser aprovada pela Visa para poder transacionar pagamentos com cartões.


Udemy recebe aporte e passa a valer US$ 2 bilhões (Mobile Time) A Udemy recebeu um aporte de US$ 50 milhões da Benesse Holdings. Com esta rodada de série E do marketplace de ensino, a edtech angariou mais de US$ 200 milhões em capital em dez anos de história.


It’s Data Time

99 gerou R$ 12,2 bilhões de impacto à economia do País em 2019 (Fipe)

MATERIAIS GRATUITOS

MORSE YEARBOOK

Veja o que o futuro da tecnologia mobile reserva para os próximos anos.

RECEBA NOSSO CONTEÚDO