Faces everywhere


Enquanto o mercado de reconhecimento facial ainda não se consolidou nos EUA, o panorama é outro na China. Criada em Hong Kong no ano de 2014, a SenseTime é uma empresa que oferece o sistema para diferentes tipos de aplicações. Desde a mais tradicional, que é utilizar o registro de imagens por questões de segurança (o governo Chinês, aliás, é um dos clientes da solução), de forma a entender seus hábitos e preferências. Ou oferecer opções mais sofisticadas de edição de imagem, economizando tempo e dinheiro. Com uma carteira de clientes superior a 400, e uma base de 2 bilhõesde rostos cadastrados, a SenseTime alcançou um valuation de USD 3 bilhões. Que tem tudo para aumentar, já que as projeções indicam que, na China, o setor de inteligência artificial deverá movimentar USD 150 bilhões até 2030.

0 visualização

MATERIAIS GRATUITOS

MORSE YEARBOOK

Veja o que o futuro da tecnologia mobile reserva para os próximos anos.

RECEBA NOSSO CONTEÚDO