Ganhando asas

Ainda restritas a universos de jogos e vídeos experimentais, pode ser que a realidade aumentada logo menos esteja acessível para uma gama maior de consumidores. A aquisição da Akonia Holographics pela Apple adicionou combustível aos rumores de que, em breve, a Maçã pode lançar um óculos de AR para chamar de seu – e, quem sabe, substituir os smartphones no futuro.


A gigante de Cupertino não é a única a enxergar o potencial dessa área. De acordo com as últimas estimativas de pesquisa de mercado do IDC, os envios de dispositivos equipados com a interface aumentarão mais de 30 vezes entre 2018 e 2022,superando em porcentagem o crescimento do mercado de realidade virtual, como mostra o gráfico abaixo, publicado pelo Statista.


Para ser justo, o VR começou com uma base de usuários e vendas muito maior — em especial por causa dos jogos — mas é questão de tempo até ceder o pódio para a realidade aumentada, que leva vantagem no fato de adaptar as imagens ao mundo real ao invés de criar todo um universo gráfico.

0 visualização

MATERIAIS GRATUITOS

MORSE YEARBOOK

Veja o que o futuro da tecnologia mobile reserva para os próximos anos.

RECEBA NOSSO CONTEÚDO