Machine learning, presente!

Para quem cresceu jogando fora equipamentos eletrônicos vítimas de obsolescência programada, um projeto de pesquisadores do Google que promete dar sobrevida a PCs e celulares é no mínimo animador. No futuro,computadores poderão aprender a se tornar melhores e mais rápidos com o tempo. Baseados em prefetching, o grupo sugere um método que emprega uma grande rede neural, capaz de melhorar a pré-busca e trazer respostas cada vez mais rápidas. A aplicação da aprendizagem de máquina, porém, continua a ser cara e complexa, de modo que os softwares ainda terão uma longa estrada, para começar a ressuscitar processadores. “O trabalho que fizemos é apenas a ponta do iceberg”, disse Heiner Litz, um dos especialistas. Ele prevê que será possível usar a técnica em todas as partes do computador.


Para você que leu a palavra “obsolência” e parou de ler porque não sabe o que significa: saca sóMorse = cultura.

MATERIAIS GRATUITOS

MORSE YEARBOOK

Veja o que o futuro da tecnologia mobile reserva para os próximos anos.

RECEBA NOSSO CONTEÚDO