Marcas boicotam o Facebook

Marcas como Verizon, Coca-Cola e Unilever retiram ads do Facebook e Instagram (Adweek) O movimento de boicote às plataformas de Mark Zuckerberg  começou com a The North Face, depois a Patagonia, passou pela marca de sorvetes Ben & Jerry's e culminou com a saída temporária da Starbucks, da Diageo, da Verizon, da Unilever, da Coca-Cola e da Honda. Enquanto a Verizon informou que o boicote será de um mês,  a Unilever disse que tirará algumas de suas marcas das plataformas e do Twitter até o final do ano; a Coca-Cola tirará os ads também do YouTube, mas por um mês. As empresas estão pressionando o Facebook a aumentar suas ferramentas de controle contra as fake news e os discursos de ódio - algumas das marcas, como a Verizon, encontraram seus ads ao lado de posts antissemitas e racistas. A organização que está coordenando o boicote e o aviso às marcas afirmou à Reuters que o movimento deve sair dos Estados Unidos. Na sexta-feira, Mark Zuckerberg afirmou que o Facebook irá “proibir discurso de ódio em ads”.


WhatsApp Payments é barrado temporariamente no Brasil por BC e Cade (Reuters) Num mesmo dia, o Banco Central pediu para Visa e Mastercard suspenderem o serviço para avaliar “possíveis riscos ao funcionamento do Sistema de Pagamentos Brasileiro” e o Conselho Administrativo de Defesa Econômica (Cade) barrou a parceria da Cielo, alegando preocupações com “riscos à concorrência”. Em entrevista ao Estado de S.Paulo, o chefe do WhatsApp, Will Cathcart, disse que o app está em conversas com o BC e o pagamento via aplicativo vai retornar “o mais breve possível”. 


Receitas de Ads do Google vão cair 5,3% em 2020 nos Estados Unidos (eMarketer) Pela primeira vez desde que a consultoria começou a estimar as receitas de ads digitais, o Google terá uma queda nas suas receitas. A empresa também deve diminuir sua fatia no mercado de 31,6% do total de receitas para 29,4%; enquanto isso, a Amazon Ads se consolidará como terceiro lugar, tendo alta de 23,5% nas suas receitas com ads, subindo de 7,8% para 9,5% do mercado. Já a previsão para as receitas do Facebook, que não conta com o boicote feito pelas marcas, devem subir 4,9%. Analistas comentam que a queda nas receitas de ads digitais do Google acontecerá, principalmente, pela forte crise do mercado de turismo e viagens, que pressionará a queda de search ads. 


TikTok lança oficialmente sua plataforma global de ads (Mobile Marketer) Aplicativo da ByteDance anunciou sua plataforma para profissionais de Marketing em evento do IAB - o serviço contará com ads de realidade aumentada e formatos próprios do TikTok. O mantra do portal? “Não faça ads, faça TikToks”. Nesta semana, o app ainda informou que vai investir em conteúdo educacional.


Maioria dos profissionais de Marketing vê benefícios em insights de geolocalização (Mobile Marketer) Estudo feito pela Foursquare no Estados Unidos informa que 48% dos profissionais de Marketing veem benefícios em insights de localização para melhorar o engajamento, 48% veem melhora no ROI, 37% veem melhora na entrega de conteúdo para consumidores e 35% veem melhora em metrificações. Mais da metade, ou 55%, também vê melhora na medida de ads de TV cruzando com informações de localização. Enquanto isso, Apple e Google mudaram suas políticas de dividir a geolocalização com apps. Quer saber como fazer a sua campanha geolocalizada? Fale com a gente!


Amazon compra startup de carros autônomos Zoox (CNBC) Companhia de e-commerce coloca o pé no mercado de veículos autônomos ao comprar a startup (para quem não se lembra, temos um Ghost Interview com a CEO da Zoox, Aicha Evans). Mercado especula que operação teve US$ 1 bilhão em valor. No Twitter, Elon Musk chamou Jeff Bezos de “copy cat” pela aquisição. 


Apple compra startup de gerenciamento remoto de devices (Techcrunch) Chamada Fleetsmith, a companhia já tinha uma plataforma que permitia, exatamente, os usuários gerenciarem vários aparelhos da Apple.


Apple anuncia App Clips e tela de Home inteligente (The Verge) No WWDC 2020, conferência de desenvolvedores, a empresa de Cupertino anunciou que a App Store terá “clips”, ou uma maneira de ter a experiência do app sem baixar; também mostrou que a tela de Home do iPhone poderá contar com inteligência artificial, para arrumar os apps de acordo com a utilização. Ainda na conferência, a Apple mostrou que o sistema de identificação para anunciantes do usuário será desabilitado, exigindo que desenvolvedores solicitem autorização para registrar o uso do app. Outra notícia importante vinda da WWDC: a Apple passará a fazer os chips de seus devices.


Coca-Cola desenvolve marketplace para pequenos comerciantes (Mobile Time) A marca lançou o app Wabi, que é um marketplace digital para padarias, confeitarias, mercadinhos e outros estabelecimentos de comércio para fazer vendas em sua vizinhança. A ideia é fazer vendas em um raio de 3 quilômetros de distância. “É um projeto para ajudar o pequeno varejo no mundo digital. As pequenas lojas que não têm estrutura e capacidade de desenvolvimento ficariam para trás e daqui a quatro ou cinco anos desapareceriam. Para o pequeno varejo, o Wabi é um meio de sobrevivência, um meio de digitalização e transformação dos negócios”, descreve Carla Papazian, gerente nacional do Wabi no Brasil, em conversa com Mobile Time.


Google vai pagar por conteúdo de empresas de mídia (Venture Beat) O Google anunciou nesta quinta-feira que vai começar a pagar às empresas de mídia por conteúdo de alta qualidade, a partir do licenciamento de conteúdo de alguns sites, jornais e revistas. O programa, que deve estar disponível ainda este ano, começará com empresas do Brasil, da Alemanha e da Austrália. 


Banco Inter ganha impulso em marketplace, descarta negociar venda do controle (Reuters) Com os efeitos da pandemia da Covid-19 o marketplace criado pelo Banco Inter em agosto passado atingiu neste mês a marca de R$ 2,5 milhões diários em transações. Isso ajudou a ampliar as receitas não financeiras do banco, já que as operações de compra e venda na plataforma rendem comissões para a empresa, que tem quase 6 milhões de clientes.


Square volta a entrar no mercado de delivery nos Estados Unidos (CNBC) Um ano depois de vender a sua divisão de entrega de comida, a Caviar, para a DoorDash, Square passa a oferecer serviço para os empreendimentos que usam a sua solução financeira.

Fintechs como alternativa ao D2C (LinkedIn) No artigo você pode encontrar uma pequena provocação sobre como a indústria de ERPs e meios de pagamento podem ajudar o avanço do D2C.

MATERIAIS GRATUITOS

MORSE YEARBOOK

Veja o que o futuro da tecnologia mobile reserva para os próximos anos.

RECEBA NOSSO CONTEÚDO