Microsoft olha para o 5G


Microsoft compra empresa de serviços em nuvem para Mobile, Affirmed Networks (Release) A gigante da tecnologia comprou a empresa que oferece serviços de virtualização em nuvem para redes móveis. O maior foco foi no 5G! Na semana passada, fizemos uma Ghost Interview com Satya Nadella, mostrando o quanto a Microsoft migrou para o moble mas com o olhar da cloud. “As gerações anteriores de redes móveis foram construídas com base no hardware. Nós acreditamos que a inovação em software, a disponibilidade e o uso amplo de plataforma de cloud computing, como o Microsoft Azure, podem ajudar as operadoras na instalação e preservação das redes 5G e de seus serviços, de maneira mais eficiente, rápida, segura e com menos custos”, diz o comunicado da dona do Windows.  De acordo com a Bloomberg, operação teve valor de US$ 1,35 bilhão


Apenas 8% dos consumidores acham que marcas devem parar com ads durante pandemia (Marketing Week) Segundo entrevista feita pela Kantar com consumidores do mundo todo, 78% acreditam que marcas devem usar esse momento para ajudá-los no dia a dia, 75% acreditam que marcas devem informar as pessoas das suas ações e 74% veem que marcas não devem “explorar a situação”. Metade dos usuários entrevistados acham que as empresas devem falar no mesmo tom de sempre e a outra metade aposta que marcas devem ser “mais leves”. Apenas 41% acham que as marcas devem deixar de lado o tom bem humorado ( #maishumorporfavor)


Huawei testa sistema para instalar app em Android fora da Play Store (XDA Developers) A empresa chinesa está testando um app que permite que o usuário instale aplicativos sem passar pela loja oficial de apps do Google. Chamada App Search, a aplicação faz com que a pessoa encontre apps com mais facilidade do que na Play Store, será que dará certo? Falando em Huawei, a empresa se uniu com a Tencent para criar uma plataforma de games em nuvem. 


Slack e Microsoft se juntam para integração em app (CNBC) Uma das ferramentas mais utilizadas por empresas em home office nos últimos dias - tanto que chegou ao seu recorde de usuários diários ativos - está criando formas de integrar sua plataforma com as calls do Microsoft Team. Ambas são consideradas rivais no mercado da tecnologia para trabalho remoto. 


Senador quer adiar para fevereiro de 2022 a entrada em vigor da LGPD (Mobile Time) O senador Otto Alencar (PSD/BA) apresentou o projeto de lei 1.027/2020 que propõe adiar para 16 de fevereiro de 2022 a entrada m vigor da Lei Geral de Proteção de Dados (LGPD). O prazo atual é agosto deste ano. Seu principal argumento é de que a Autoridade Nacional de Proteção de Dados (ANPD) ainda não foi implementada, embora já pudesse ter sido criada pelo governo federal desde dezembro de 2018.


Brex compra três startups de segurança, tecnologia e e-commerce (Crunchbase) Fundada por brasileiros, a fintech (que, inclusive, é um unicórnio) adquiriu a startup de blockchain Neji, para melhorar a segurança e diminuir o risco de seus produtos; além da Compose Labs, uma companhia que faz vídeos para o e-commerce da Brex; e também comprou a Landria, que se especializou em organização de base de dados. 


Fintechs negociam alternativas de funding após coronavírus (Reuters) O Conselho Monetário Nacional disse na quinta-feira que as fintechs do país poderão obter financiamento do banco de desenvolvimento BNDES, uma vez que seus canais de financiamento habituais secaram devido às tensões do mercado relacionadas ao coronavírus. A autoridade também disse que as fintechs poderão emitir cartões de crédito como uma fonte alternativa de receita. Ainda no mundo de fintechs brasileiras, a TIM e o C6 firmaram parceria para oferecer serviços financeiros. 


GetNinjas lança serviço de reparos ‘à distância’ (Estadão) Em momentos de quarentena, a ferramenta lançou um serviço em que parceiros podem orientar os usuários a fazer os seus próprios consertos com chamadas de vídeo. A companhia também está oferecendo treinamento para esses profissionais se adaptarem ao novo tipo de atendimento.


NYTimes compra Audm, que transforma texto em áudio (Techcrunch) O diferencial da Audm é usar atores e dubladores para transformar texto em áudio. A companhia já começou os planos para ler os artigos do NYT de domingo nos podcasts (incríveis, inclusive) “The Daily” para ajudar as pessoas a encontrar um alívio das notícias sobre a pandemia de Covid-19. 

MATERIAIS GRATUITOS

MORSE YEARBOOK

Veja o que o futuro da tecnologia mobile reserva para os próximos anos.

RECEBA NOSSO CONTEÚDO