Quem é que tomou o volante?


Got some news!


Ou tudo aquilo que você precisa saber para começar a semana bem informado.

Claro lança pacote de dados para carros conectados da GM

A operadora está testando novos modelos de planos pensando na internet das coisas. A nova versão do Onix, carro de entrada da GM, traz Wi-Fi nativo, por meio de uma conexão 4G fornecida pela Claro. Os três primeiros meses de acesso são gratuitos, para degustação, com uma franquia de 3 GB. Enquanto isso, a Volkswagen anunciou investimento de US$ 9 bilhões na criação de uma área própria de software. A Toyota começou a oferecer seu serviço de aluguel de carros no Brasil via aplicativo.  

XP investimentos pode fazer IPO no final do ano

A notícia é quente do Brazil Journal: a XP Investimentos mandatou JP Morgan, Goldman Sachs e Morgan Stanley como bookrunners para seu IPO, o primeiro passo formal para a abertura de capital. Segundo bancos, a companhia de Guilherme Benchimol (para quem não leu ainda, o Ghost Interview com ele está aqui) teve lucro de R$ 1 bilhão neste ano e já tem R$ 300 bilhões em ativos – nada mal para quem pretende chegar nos R$ 1 trilhão de ativos sob custódia até o final de 2020. No assunto “aporte”, o QuintoAndar recebeu investimento de US$ 250 milhões na semana passada e se tornou o oitavo unicórnio brasileiro. Companhia pretende usar o dinheiro para expandir negócios no país.

Amazon Prime começa a operar no Brasil

Companhia oferece entrega de graça e outros serviços relacionados ao Prime no país, é mais um passo de Jeff Bezos no Brasil. Lembrando que a Alexa em português deve chegar em outubro. Nos Estados Unidos, a Amazon lançou uma plataforma de crowdsourcing para a Alexa, o programa foi chamado “Alexa Answers” e permitirá que a assistente de voz leia respostas geradas pelos usuários para outros. Falando em Amazon, o pessoal do Marketing Dive publicou uma análise sobre a área de Ads da gigante do e-commerce que precisa estar no top 1 de leitura de todos do mercado.

Huawei cogita vender tecnologia 5G a comprador ocidental

No momento, não ficou confirmado nem o preço do negócio 5G e nem quem estaria interessado em comprar. Na verdade, a única coisa que o CEO da Huawei disse foi que a ideia era vender para algum comprador que não tivesse sede na Ásia. Se essa tecnologia realmente fosse vendida, o comprador poderia modificar os elementos-chave e bloquear o acesso aos produtos como bem entendesse.

Bob Iger, CEO da Disney, sai do board da Apple

De acordo com mercado, a razão da saída foram as “streaming wars”. Já que o serviço de streaming da Disney vai competir com o da Apple e ambos estreiam em novembro. Falando da Apple, a empresa anunciou o novo iPhone na semana passada, mas o grande destaque foi mesmo o chip, que dá mais poder de processamento à inteligência artificial.

McDonald’s compra companhia de tecnologia de voz e IA, Apprente

Depois de comprar companhia de Big Data, dona do Big Mac dá mais um passo para o digital e comprou companhia para incorporar o “áudio inteligente” em drive trhu e quiosques. Ainda no mundo das marcas, a Starbucks irá abrir em Nova York uma loja apenas para entrega de pedidos feitos pelo seu app.

Spotify compra marketplace de produção musical SoundBetter

Plataforma une artistas a produtores, criando conexões dentro do mundo da música. Os números mais atualizados da SoundBetter mostram que ela tinha mais de 180 mil usuários registrados – e que já tinha pago mais de US$ 19 milhões a músicos e produtores musicais. 

Boingo Wireless amplia sua rede de Wi-Fi com publicidade em aeroportos

A Boingo Wireless ampliou de 14 para 26 aeroportos brasileiros sua oferta de rede Wi-Fi com veiculação de publicidade. Feito em parceria com a Hands Mobile e com a 29Horas Mídia Aeroportuária, o serviço permite que anunciantes ofereçam acesso gratuito à rede por meio de alguma interação com a marca.

Negócio de ads do Google está na mira de investigação do governo dos Estados Unidos

Investigação antitruste está sendo feita a pedido de 50 procuradores estaduais norte-americanos. De acordo com o Wall Street Journal, os procuradores fizeram pelo menos 200 questões e demandas de informações sobre como funciona a área de ads da gigante de tecnologia, bem como pedidos para entender se houve conduta anticompetitiva com o ecossistema de publicidade digital. Executivo do Google se defendeu, falando que a “indústria de ad tech é famosamente cheia de players e competitiva”. 

MATERIAIS GRATUITOS

MORSE YEARBOOK

Veja o que o futuro da tecnologia mobile reserva para os próximos anos.

RECEBA NOSSO CONTEÚDO