Rappi vai para o balcão dos restaurantes

Rappi lança ferramenta para que restaurantes possam ter o próprio canal de vendas (Estadão) Chamada de “Próprio”, a plataforma permite que restaurantes tenham site próprio, sistema de recebimento e gerenciamento de pedidos, sistema para retiradas na loja, marketing, plataforma de pagamento e apoio logístico. Com o Próprio, o restaurante ganha um canal de vendas fora do app da Rappi.  

Verizon e Walmart se juntam para lançar “compras por e-mail” (Grocery Dive) Usuários poderão pesquisar produtos e comprá-los dentro do Yahoo Mail. Com a ferramenta, o carrinho de compras ficará atrelado ao e-mail, e poderá ficar “aberto” o dia inteiro para o usuário acrescentar produtos.

Highline faz oferta para compra da Oi Móvel (Brazil Journal) Companhia de torres entrou na disputa pela unidade móvel da Oi, contra a oferta unificada de Vivo, Tim e Claro. De acordo com fontes ouvidas pelo Brazil Journal, a Highline fez “a melhor oferta vinculante acima do preço mínimo estabelecido”. Ainda nesta semana, a Oi informou que recebeu uma proposta da gestora de private equity norte-americana Digital Colony.

Google entra na batalha com Amazon por marketplace (NYT) A empresa de Palo Alto zerou taxas de comissões para varejistas usarem a plataforma de Shopping e também de pagamento. Antes, as taxas variavam entre 5% e 15%, dependendo do produto - a ação é vista diretamente como um enfrentamento à Amazon. Para analistas, o movimento é também uma retaliação ao crescimento da Amazon Ads. 

TikTok procura investidores norte-americanos para fugir de “banimento” (CNN) De acordo com reportagem do Financial Times e do The Information, um grupo de investidores - que inclui aí a General Atlantic e a Sequoia - está de olho em comprar parte do aplicativo da ByteDance. A ideia é tentar evitar que o aplicativo pare de funcionar nos Estados Unidos - e perca a sua audiência - caso o governo, de fato, decida bani-lo. 

Alexa passará a abrir e usar apps via comando de voz (The Verge) Com o nome “Alexa for Apps”, a nova feature lançada na semana passada abre espaço para desenvolvedores criarem formas de aplicativos, tanto do iOS, quanto do Android, “conversarem” com a Alexa. De maneira prática, a Amazon vai habilitar que o usuário use a Alexa para abrir e fazer pequenas operações dentro dos apps - operações estas que serão mostradas no celular - como por exemplo, mandar a Alexa abrir o Twitter e buscar algo. 

Gasto de ads no Facebook cai 31% nos EUA em junho (AdExchanger) Efeito do boicote: de acordo com a Socialbakers, o gasto em Ads caiu 31,6% nas últimas duas semanas de junho na rede social nos EUA.

Amazon fez reuniões para investir em startups para depois lançar produtos parecidos (WSJ) Reportagem do Wall Street Journal mostra que Amazon usou seu braço de VC, DefinedCrowd, para sondar ideias de novos produtos com startups - que eles acabaram não investindo. 

Slack acusa Microsoft de monopólio em queixa oficial na UE (Fast Company) Na denúncia, aberta pelo Slack na União Europeia, a startup afirma que a Microsoft “vinculou ilegalmente” o Teams ao Office, o que forçou usuários a migrarem para o software. 


E mais…


Nubank compra startup americana Cognitect em primeira aquisição fora do Brasil (IstoÉ Dinheiro)

BTG aumenta fatia na startup do setor imobiliário CredPago de 20% para 49% (Estadão)

NYT compra produtora de podcast por US$ 25 milhões (Mobile Marketer)

Dona da OLX compra unidade de classificados do eBay por US$9,2 bilhões (Reuters)

MATERIAIS GRATUITOS

MORSE YEARBOOK

Veja o que o futuro da tecnologia mobile reserva para os próximos anos.

RECEBA NOSSO CONTEÚDO