Se eu tocar no seu radinho


Sirius XM vai adquirir a Pandora — o serviço de streaming de música que compete com o Spotify (e que ainda não deu as caras pelo Brasil, diga-se de passagem). O valor da transação? USD 3,5 módicos bilhões. Mas esse não é o único número que importa nessa notícia. Acontece que a união vai criar a maior empresa de entretenimento de áudio do mundo, com mais USD 7 bilhões em receita e fortes oportunidades de crescimento à vista.

Play that song

Agora, vamos ao porquê da compra. Para quem não conhece a Sirius, estamos falando de uma empresa que se consolidou no setor de rádio via satélite (“radiodifusão”, para os íntimos). E, nos dias de hoje, dá para dizer que a área não está exatamente crescendo, por conta da explosão de popularidade dos serviços de streaming de música e podcasts. Assim, comprar uma empresa que nasceu já inserida na economia digital e móvel era uma baita oportunidade. Sem falar que 1) o serviço da Pandora é de streaming de rádios online (então, imagine a integração que poderia rolar entre os dois negócios); e 2) o app está entre os 15 mais usados pelos americanos. Ou seja, um belo match.

Adapt or die

A compra é significativa para a história da Sirius, mas não é a primeira vez que o negócio faz um movimento como este para encontrar uma maneira de se adaptar às evoluções do mercado. Basta dar um look na criação da companhia. Ela foi formada por outro casamento, de duas empresas que operavam rádio por satélite: a Sirius Satellite Radio e a XM Satellite Radio. Com a queda no consumo de conteúdo pelas radiolas, as duas chegaram à conclusão de que uma fusão seria a única maneira de evitar a falência. Agora, a compra da Pandora mostra mais um movimento para resistir e prosperar.

Meaning…

A plataforma da Pandora permitirá à Sirius XM expandir sua presença para além dos carros parados no trânsito e da galera old school. Vai poder, por exemplo, voltar a entrar na casa dos ouvintes e, quem sabe, cair no gosto das gerações mais novas ao melhor estilo: play that song, DJ, mas no app de rádio.

MATERIAIS GRATUITOS

MORSE YEARBOOK

Veja o que o futuro da tecnologia mobile reserva para os próximos anos.

RECEBA NOSSO CONTEÚDO